rmc.abr

Campinas, 05 de fevereiro de 2021 – A reclassificação da região de Campinas no Plano São Paulo, avançando da Fase Vermelha para Amarela, já a partir deste final de semana, foi bem recebida pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Região Metropolitana de Campinas (Abrasel RMC). Nesta nova classificação, os estabelecimentos podem reabrir suas portas até 20h (bares) e 22h (com Cnae restaurantes e restaurantes), com limite de capacidade de 40% da casa. No caso específico de Campinas, os estabelecimentos terão duas horas a mais para que os clientes possam acabar as refeições.

Na avaliação da Abrasel RMC, a retomada do funcionamento presencial é um alívio para todo o setor, bastante sacrificado com as limitações impostas nas fases Laranja (de segunda a sexta) e Vermelha (no último final de semana). Cada semana de restrições aumenta os prejuízos dos bares e restaurantes, um dos mais afetados pela pandemia. Em 2020 o setor ficou 141 de portas fechadas, levando mais de 4,2 mil estabelecimento a encerrarem suas atividades na região, com cerca de 15 mil demissões.

Para a Abrasel RMC, a ampliação dos horários é fundamental para o setor. Na Fase Laranja, os bares, constituídos por sua grande maioria por micro e pequenos negócios e que representam cerca de 30% do setor, continuavam impedidos de abrir para atendimento presencial. Mas passam a poder receber os clientes presencialmente. Outro fator importante é que o movimento noturno responde por 54% do consumo do setor de alimentação fora do lar, com pico entre 20h30 e 22h.

“A retirada parcial das restrições no final de semana é um alívio”, comenta Matheus Mason, presidente da Abrasel RMC. “É preciso que o setor volte a trabalhar, seguindo todas as normas e recomendações de espaçamento e cuidados, para que tenha fôlego para pagar suas contas e salários dos funcionários”.

A Abrasel vem reforçando junto aos seus associados e a todo o setor que tomem todos os cuidados no tocante às regras de distanciamento e medidas sanitárias de combate à pandemia. “Somos um setor que preza pelas regras e a maioria dos donos de bares e restaurantes tem seguido as normas às riscas, cuidando da saúde de seus funcionários e clientes”, alerta o presidente da entidade.

(Assessoria de Comunicação Abrasel RMC)

Comentários