rmc.abr

Estabelecimentos representam 30% do setor de alimentação fora do lar

Campinas, 17 de agosto de 2021 - A flexibilização das regras do Plano São Paulo a partir desta terça-feira (17), permitindo a reabertura dos bares sem limitação de horários, traz um grande alívio para os bares, que representam 30% dos estabelecimentos do setor de alimentação fora do lar e por 32% do faturamento antes da pandemia. A permissão de funcionamento à noite desses estabelecimentos – até então proibida – é vista com alívio pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) Regional Campinas, uma vez que tende a beneficiar também outros setores correlatos, dentre eles o musical, com a volta da música ao vivo.

Os bares que operam sem licença de funcionamento como restaurante foram duramente afetados com as restrições ao longo da pandemia pelo horário de funcionamento noturno, o mais forte para este segmento. Além de alta taxa de quebra e demissões, estes estabelecimentos também suspenderam atividades musicais, responsáveis pela geração de renda para milhares de trabalhadores.

“A volta do funcionamento dos bares é muito importante e esperamos uma pronta recuperação desse setor e de outras atividades correlatas, como cultura, imobiliária e fornecedores de matérias-primas”, afirma Matheus Mason, presidente da Abrasel Regional Campinas.

Apesar da flexibilização, Mason lembra que a pandemia ainda está presente e que é preciso que os estabelecimentos continuem adotando todas as regras e protocolos de segurança, como distanciamento, uso de máscara e de álcool em gel, proibição de pessoas em pé e, principalmente, evitar aglomerações.

“É importante que todos do setor tenham consciência e façam sua parte neste momento ainda delicado da saúde pública, para que não tenhamos um retrocesso na flexibilização, que é prejudicial para todo o setor e os trabalhadores”, completa.

Assessoria de Comunicação Abrasel Regional Campinas - Comunicação Estratégica Campinas

Comentários